13 de julho de 2009

Revoltando rascunhos


Neste post irei publicar o rascunho que fiz há uns dias atrás, mas que não fui capaz de o publicar. Hoje decidi retirá-lo de rascunho e mostrá-lo ao mundo!

Há dias que dificilmente esquecerei, e hoje precisei mesmo de falar disto e acho que vos devo uma explicação pelo que se passa... já não sou a Estrela d'Alva que era.
Há coisas que acontecem nas nossas vidas que nos marcam e que de vez em quando precisamos de falar sobre elas, precisamos de desenlear o nó que se forma na nossa garganta.

Hoje preciso mesmo de falar sobre isto... Espero que não faça como ontem, que escrevi um post e até cheguei a publicar, mas depois apaguei-o, porque para mim o que tinha acabado de escrever não valia nada, e para vocês se calhar até era um bom post!

Preciso de falar sobre este dia que nunca esquecerei (acho que só os amigos mais íntimos me perceberão na íntegra):

Estava mais ou menos a meio da viagem de Milão-Lisboa (de avião) e não descansava porque não conseguia ver os lindos cabelos loiros dela. Fazia um esforço enorme contra o cinto mas em vão! Até que chegou a uma altura em que o cinto deu uma folga e lá vi os caracóis loiros, aí descansei... ela estava bem!
A viagem correu bem até que se começa a ver Lisboa, a maravilhosa e encantadora Lisboa, toda iluminada. E aqui a minha preocupação é outra, já de sorriso esboçado nos lábios perguntava a mim própria "Kleinexa, minha querida Kleinexa onde estás??" e os meus pensamentos continuavam "Por favor meu Deus, diz-lhe que gosto muito dela, e por favor, não deixes que lhe aconteça mais nada de mal, ela já sofreu muito. Eu sinto-o, tu sabes!"
Aqui há um corte nos meus pedidos/pensamentos porque uma pequena luzinha acende-se, significando que iria iniciar a aterragem...

(avançando um pouco)

Aterrei em perfeita segurança, e mal ponho os pés em terra vem um homem, com um autocarro (daqueles de transporte de pessoas de estações para estações) dizendo que já estávamos atrasados que tínhamos que entrar no autocarro porque o avião para Faro já estava à nossa espera. Os meus pensamentos estavam noutro sitio, estavam desejando que ela (a dos cabelos loiros) mas não, o homem quase que me puxava para dentro do autocarro, e ela nunca mais saía...
Já estava longe e sempre olhando para as escadas do avião quando vejo os cabelos loiros, sempre cada vez a afastarem-se mais, até que veio um sorriso e uma lágrima ao mesmo tempo...


Foi isto que escrevi, não o acabei e decidi que não o deveria completar, porque já passou algum tempo e agora não sei bem como queria terminar o post...

Tudo o que aqui foi escrito é verdade e acreditem o que aqui escrevi marcou-me muito!

Fiquem bem,

Estrela d'Alva

4 comentários:

Kleine Hexe disse...

Bom Dia Estrela !

Estive a ler com muita atenção o que escreveste e gostava desixar aqui umas palavras para meditares...

Eu agradeço-te a constaste preocupação que sei que tens comigo, mas eu estou bem e penso que não te devias preocupar tanto porque não é saudavel para ti!

Sabes que estou sempre para o que for necessário e isso basta-nos...

Esta a crescer, são normais as mudanças...mas vive cada dia com a intensidade que melhor conseguires...cresce ao teu ritmo!

Isto também quer dizer que acho que não tens obrigação nenhuma de quando escreves estares a preocupar-te sobre o que os outros vão pensar. Existe felizmente a liberdade de escolha e de escrita...que todo o bom senso sabe entender!

Na minha opinião por mais que te identifiques com alguém, não te prendas ao modelo, sê.

E lembra-te que todos o modelos falham...eu falho, os amigos falham...mas a falha existe para sermos melhores pessoas...aprende-se sempre!

Quero que sejas feliz, com todo o teu potencial... Cresce devagarinho e saboreia as estrelas do caminho...

Agape Mana

Agape!!!

Agulheta disse...

Estrela D'Alva. Quanto vezes sabe bem desabafar,no papel até neste lugar! porque não se te faz bem,e ainda bem que assim ficarás melhor do coração podes crer.
Beijinho

Giane disse...

Estrela d'Alva;

És um ser em formação - como todos nós que cá estamos.
Há ainda muito o que aprender e desenvolver.
Não preocupes teu Brilhante Coração, que como sabes, irá brilhar muito com tanta Luz e tanto Bem-Querer na estação certa...

Beijos mil!!!

Maria Soledade disse...

Querida Estrelinha:O post está LIIIIINDO!! mas, mesmo que entendas que qualquer outro está menos bem publica na mesma!!Desabafar é tão importante como viver!Quer no papel,quer no PC, quer falando nem que seja com o silêncio...tal como fizeste no avião...não se pode nunca é ficar com a garganta presa!Asfixia-nos,vai-nos sufocando...aos poucos...e isso acaba por nos destruír!...

Continuarás a ser sempre a...Estrelad'Alva

Beijinhos...Muitos!