4 de maio de 2009

Desabafando com as teclas...


Não esperava voltar agora, nem com o tipo de post que vou colocar, mas notei que não aguento muito tempo sem andar por aqui e sem desabafar com as teclas! E a minha sorte é que elas não se queixam...
Enfim... voltei mas sem compromissos, quer isto dizer que posso demorar muito a pôr um post como posso colocar de um dia para o outro, tudo depende da minha inspiração e vontade! Mas comentar os vossos blogues vou tentar fazê-lo sempre que puder.
Agora, depois desta pequena introdução, vou vos falar sobre o que tenho pensado durante os tempos que não tenho estado por aqui:
Tenho olhado e reparado bastante nas pessoas que me rodeiam (principalmente nos meus colegas de turma) e cheguei à conclusão que era mais feliz se fosse como eles, IGNORANTE! A sério, acho que se não fosse "a menina organizada, cativadora, estudiosa, que ajuda os colegas sempre que eles necessitam e sem pedir nada em troca, que se interessa e que gosta de todo o tipo de coisas ligadas à cultura portuguesa (incluindo fado e comida tradicional), a menina que é sempre bastante simpática com os professores porque compreende que são eles que a vão ajudar a evoluir e muitas mais coisas que não vou referir", repito, se eu não tivesse este rótulo e se não fosse assim, com certeza que seria muito mais feliz!

Dou um exemplo, está um barulho horrível dentro da sala de aula (a conversa geral é sobre o Zé das Quintas que namora com a Maria Antonieta ou então sobre o último jogo de futebol em que o Porto ganhou por "não sei quantos em casa") e a professora coitada, tenta enfiar naquelas cabeças a matéria que supostamente já deveria estar sabida há um, ou dois anos atrás! Eu como sempre estou calada (é verdade!!) a tentar ouvir a matéria que já tinha aprendido, mas é sempre bom saber mais... respondo à pergunta que entretanto a professora fez sobre a tal matéria, pois, estava atenta. E o "pessoal" admira-se! Como é que eu sabia? Se calhar eles nem ouviram a pergunta... E eu penso aqui para os meus miolos: deveria ser como eles que enquanto falam sobre o Zé das Quintas estão felizes enquanto que eu... ESTOU TRISTE!
Foi apenas um desabafo... e acho que as teclas ouviram-me,
Estrela d'Alva

11 comentários:

Fátima André disse...

Ainda bem que voltaste, Estrela D'Alva :)
E não dês tanta importância aos estados d'alma... "estar" é passageiro e a tristeza é passageira, assim como pode ser a alegria dos teus colegas.
Mais importante do que o "estar" é o "ser", esse sim é importante.
SÊ!
Beijinhos e sorrisos :)

Magnésia disse...

Maninha, que bom voltar a Ler-te!

As teclas ouviram-te...e nós também!

Quanto ao teu desbafo...só posso dizer que de certo ponto de vista somos todos ignorantes...melhor somos todos aprendizes. Cada um de nós percorre o caminho ao seu compasso - importa pois não olhar para o lado mas em frente.
Importa Ser, estando conscientes do bem estar da nossa mente aliado ao bem do coração.

Tudo cresce.


Agape =)

licas disse...

Olá Estrelita

Ainda bem que voltou!
Esperámos pela luz da sua estrela, que para que seja luminosa tem que ser feliz.
Vamos a isso!
Beijinhos
Licas

Agulheta disse...

Olá amiga. Ainda bem que voltas-te,li e reli o desabafo,sabes que eu penso muito como as palvras que aqui escreves-te! a vida rola para os que não se interessam...podes crer.
Beijinho e agradeço visita.

Giane disse...

Que importa a distância e o tempo para os que são Amigos?

Fico feliz em lê-la ou "revê-la" sempre que desejar.
Afinal, Amigos não são um dever e sim um prazer.

Beijos mil, Menina Estrela e fica bem e no Bem!!!

Universal Beings disse...

Ola...
Sabes, pelo que escreveste parece-me que és bem mais madura que as pessoas que te rodeiam... Parece-me que tens mais interesse na vida que as pessoas que te rodeiam... Parece-me que queres saber mais e evoluir mais que as pessoas que te rodeiam...
A evolução nem sempre é um processo fácil de se seguir mas quem o percorre com confiança vai recebendo mil e uma prendas ao longo do caminho.. =)
Acredita e segue sempre o teu coração...

Bjinho de paz*
Namasté

Laura disse...

Moça, ahhh, conheço quem é e era como tu, a minha neidocas, tal e qual, ajudava a todos explicava a todos mas, foi a melhor sempre em primeiro lugar...17 no exame final e 20 no estágio... os que brincavam e conversavam..muitos repetiram o ano..pois é, ela é atenta e estudiosa desde pequenita, e agora tem 25 anos feitos em janeiro e acaba o doutoramento no fim do ano...

Não tens de ficar triste, se sentes que procedes como deve ser..achas que eles ficma alegres por serem burros? ahhhhh...estud alinda, esforça-te, a vida é puxada e cansativa, há que aprender tudo o mais que se possa... Calma lá moça linda...O tmepo dá pra sorrir, rir, brincar e estudar...beijinho da laura..

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Trás um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império


Convido-te a veres o teu mais profundo no “Espelho Mágico”


Doce beijo

Angel of Light disse...

Olá minha querida Estrelinha, mais brilhante do firmamento.

Fico feliz com o teu regresso e acho que fazes muito bem em escreveres sempre que te apetecer, sem qualquer obrigação. Não há obrigatoriedade em nada por aqui. Há (ou pelo menos deve haver) respeito. Pelo menos é assim a forma que vejo e me enquadro no mundo virtual.

Li o teu desabafo e só posso concordo com alguns dos comentários que aqui já foram deixados.

Doce menina reluzente, não te importes nada com aquilo que os outros fazem e até pensam de ti. É lá com eles. Importa-te, sim, com aquilo que tu fazes e pensas de ti. Isso é que é importante. Eles são felizes à maneira deles e tu à tua maneira, que, a meu ver, é bem linda. Não estou a dizer que a dos teus colegas é menos linda. Simplesmente, eles têm outra maneira de ver a vida. Só deves respeitar e compreender. Nada mais. Não podes é deixar que isso te possa influenciar. És especial e uma menina de um novo mundo. Por certo, um exemplo para muitos, apesar de ainda não se terem apercebido disso. Mas tudo a seu tempo. Somos todos diferentes... E nunca deixes de SER como ÉS!

Beijinhos de Amor e Luz!

Laura disse...

Ah, essa das tuas teclas não se queixarem!...Boa, minha estrelinha dalva, a vida também trás dores que precisam de desabafos, e quanto menos palavras má souvirem, menos surdas ficam, ehhhhhhh...

Aguardo a tal da tua receitinha, estou ansiosa até, Agora deu-me para emagrecer, e comot enho força de vontade para tudo, nem sei quantos kilitos já perdi, a boca que se amanhe, pois não há nada que a satisfaça, gosta de tudo...e assim, troquei-lhe as voltas, ando muito a pé, forço-me a isso, nada de ficar aqui de cuzinho colado ao pc, menina; rua, rua, e depressinha, e lá vai a laurinha obediente plas ruas de Braga... pois já não estava a gostar d eme ver, pouco me falta para uma bolinha ser...
Anumadinha? Não te esqueças que somos nós que fazemos os pensamentos e de acordo com ele, agiremos... então, banha-te deles, banha-te neles, em Luz, em Paz e em amor, e verás que tudo será mais simples nos estudos e na vida! Um abraço d alaura e um bom domingo..

nezz disse...

um bom desabafo!
ora, enquanto eles são ignorantes tu evoluis... não deves estar triste por isso! é óptimo. a sociedade é como é, e nós temos de ser o que somos. quem gosta de ti, gosta de ti assim :)

(nunca tinha retribuído um comentário que me fizeste, peço desculpa)